Lamego Sociedade

Misericórdia de Lamego apresenta contas "melhores do que era expetável"

A Assembleia Geral da Santa Casa da Misericórdia de Lamego aprovou, por unanimidade, o Relatório e Contas de Gerência de 2023 que apresenta um resultado negativo de 16.567,16 euros, um valor ainda assim muito inferior ao inicialmente previsto (126.847,92 euros).

O documento reflete o controlo rigoroso do funcionamento de cada resposta social para salvaguardar o equilíbrio económico-financeiro da instituição, sem colocar em causa a qualidade dos serviços prestados aos utentes.

“Apresentámos resultados melhores do que era expetável. O ano passado ficou marcado por condicionantes excecionais, como foi o caso da subida generalizada dos preços. No entanto, apesar disto, o trabalho desenvolvido por esta Mesa Administrativa permitiu manter elevados os nossos padrões de qualidade. Os tempos não são fáceis, mas encaramos o futuro com confiança”, explica o Provedor António Carreira.

Para além da aposta na modernização dos processos de trabalho e na formação dos recursos humanos, António Carreira também destaca a aquisição de equipamentos e a execução de alguns investimentos muito importantes que totalizaram mais de 98 mil euros, nomeadamente no Lar de Idosos de Arneirós.

Do lado das receitas, o documento sublinha que estava previsto que a Misericórdia de Lamego iria receber uma verba superior a 460 mil euros, no âmbito de uma candidatura ao programa PARES 3.0, o que não se concretizou. Apenas foi recebida uma verba 135.760,63 euros. O resultado alcançado também foi influenciado pela continuação dos défices crónicos registados em algumas respostas sociais, como é o caso do pré-escolar e do Centro de Acolhimento Temporário (CAT).

Com vista a introduzir melhorias contínuas na maior instituição de solidariedade social do concelho, foram implementadas mudanças no funcionamento interno, nomeadamente nas equipas de trabalho e a revisão dos regulamentos internos. Também foi concluída a renegociação de contratos com fornecedores de energia e a aquisição de bombas de calor que se traduziram em poupanças significativas.

Na reunião realizada a 22 de março, a Assembleia Geral também aprovou a constituição de um grupo de trabalho que terá como principal missão apresentar, ao final de seis meses, propostas ou sugestões para rentabilizar o espaço que foi ocupado pelo antigo Hospital Distrital de Lamego e que se encontra agora encerrado.

No final, os Irmãos aprovaram por unanimidade e aclamação um Voto de Pesar pelo falecimento do Dr. Manuel Teixeira, digníssimo Irmão e antigo Provedor desta Santa Casa, durante o período de 2008 a 2013.

Últimas Notícias

Festas em honra de S. Torcato em Cabaços

12/04/2024

Festival de Poesia e Música de Foz Côa celebra 40 anos e comemora os 50 anos de 25 de abril

12/04/2024

Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola regressa pelo 11ª ano consecutivo

12/04/2024

Autarquia reguense organiza caminhada noturna da liberdade

11/04/2024

Quinta do Pessegueiro volta a abrir portas para visitas ao público com novidades nos roteiros e provas

11/04/2024

Sabrosa recebeu sessão de esclarecimento dirigida aos Viticultores

9/04/2024

ACANIV encerra comemorações do 95º Aniversário do 140 Lamego

9/04/2024

Escola de Hotelaria e Turismo do Douro - Lamego abre as portas a toda a comunidade para a Open Week 2024

9/04/2024