Economia Mesão Frio Política

Mesão Frio aprova orçamento de 13 milhões

As Grandes Opções do Plano e Orçamento (GOPO) da Câmara Municipal de Mesão Frio para o ano de 2023 foram aprovadas na sessão ordinária da Assembleia Municipal de Mesão Frio, sem qualquer voto contra.

As mesmas já haviam sido aprovadas pelo Executivo Camarário, no passado dia 29 de novembro. A proposta foi aprovada com os votos favoráveis dos eleitos do Partido Socialista (PS) e a abstenção dos eleitos do Movimento Mais Mesão Frio e do PPD/PSD.CDS-PP.

O orçamento municipal, que para este ano é de 13 milhões e 215 mil euros, verba superior à do ano passado que foi de 11 milhões e 865 mil euros, visa estimular o emprego, o turismo, a educação, a ação social, o ambiente, o desporto, a rede viária, a valorização dos recursos naturais, paisagísticos, gastronómicos e arquitetónicos, promover um amplo leque de eventos culturais e uma maior valorização do território, dos produtos locais e da cultura, estimulando o desenvolvimento económico, sem descurar a implementação de políticas de discriminação positiva dos mais frágeis e desprotegidos.

O Presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, Paulo Silva, defende que as GOPO 2023 “materializam a visão de desenvolvimento para o município e são um instrumento que permitirão caminhar para a construção de um concelho inclusivo, sustentado e mais progressivo.” O autarca refere ainda que “o orçamento tem sustentação na situação económica e financeira equilibrada da Câmara Municipal e continuaremos a pautar a nossa gestão pelos princípios da exigência, do rigor, do equilíbrio e da sustentabilidade orçamental, colocando os principais recursos ao serviço das pessoas e priorizando projetos estruturantes para o bem-estar das populações.”

Do orçamento municipal, 8.001.340,00 euros, são receitas correntes e 5.213.660,00 euros são receitas de capital, representando as receitas correntes 60,50% e as receitas de capital 39,50%, do total da receita.

As despesas previstas para o ano económico de 2023 fixam-se em 7.597.340,00 euros de despesas correntes e 5.617.660,00 euros de despesas de capital, representando as despesas correntes 57,50% e as despesas de capital 42,50%, do total da despesa.

Relativamente à componente da despesa, destaca-se a aquisição de bens de capital, que contribui com 39 % da despesa total, resultante do forte investimento que a autarquia se encontra e se propõe a realizar, em grande parte por força das candidaturas formalizadas a fundos comunitários e contratos/programa, seguida da componente de despesas com o pessoal, que contribui com 30,90 %, da despesa total.

O líder da autarquia ressalva que “foram tidas em consideração as oportunidades de investimento criadas com recurso aos apoios financeiros do Portugal 2020, do Plano de Recuperação e Resiliência e do Quadro Comunitário de Apoio, Portugal 2030, entre outros programas de financiamento, mantendo a aposta na proteção da economia local, das empresas e das famílias, orientados pelos valores da solidariedade, da inovação e da mobilização de todos os mesão-frienses, das instituições e das empresas.”

Documentos integrais disponíveis para consulta aqui: https://www.cm-mesaofrio.pt/pages/872

Últimas Notícias

Festas em honra de S. Torcato em Cabaços

12/04/2024

Festival de Poesia e Música de Foz Côa celebra 40 anos e comemora os 50 anos de 25 de abril

12/04/2024

Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola regressa pelo 11ª ano consecutivo

12/04/2024

Autarquia reguense organiza caminhada noturna da liberdade

11/04/2024

Quinta do Pessegueiro volta a abrir portas para visitas ao público com novidades nos roteiros e provas

11/04/2024

Sabrosa recebeu sessão de esclarecimento dirigida aos Viticultores

9/04/2024

ACANIV encerra comemorações do 95º Aniversário do 140 Lamego

9/04/2024

Escola de Hotelaria e Turismo do Douro - Lamego abre as portas a toda a comunidade para a Open Week 2024

9/04/2024